Festa de Santo Antonio

As festividades de Santo Antonio (Em Construção)

Paróquia de Santo Antonio, solenemente celebra festividades

As Festividades de Santo Antonio de Pádua, acontecerá a partir do dia 01 de junho e se estende até o dia 13 de junho de 2014, na cidade de Ouro Branco – AL.

Convite

  • Irmãos e irmãs eis o sentido de tudo!
  • “As perguntas são muitas, mas a resposta é uma só: Jesus Cristo”.
  • (Santo Antonio de Pádua).

Santo Antonio

Está chegando à época do ano, quando nos envolveremos na grande atmosfera das alegrias da Festa de Santo Antonio em nossa paróquia. Esta é uma ocasião de grande confraternização e fé em nossas vidas. De portas abertas para ouvir e celebrar a fé em Jesus Cristo, o filho de Deus, venho convidar você, sua comunidade, sua família para juntos no entusiasmo e na felicidade da vivência de nossa fé, participar da festa do nosso padroeiro Santo Antonio de Pádua nos próximos treze dias.

Teremos uma intensa programação religiosa, pois a oração aprofunda e dá raízes àquilo que a mente e o coração sentem. Também uma vasta programação social, está sendo preparada pra você toda a sua família. Venha unir-se a nós! Participe, colabore, una-se a nós nestes dias. Sua presença é mais que especial.

Fraternalmente em Cristo!

  • Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Vosso irmão na fé e vosso pároco no serviço pastoral

 Programação

 Dia 1º de junho de 2014 (domingo) – Programação Especial

  • 06:00h – Alvorada de fogos e trezena
  • 10:00h – Missa com as crianças
  • 18:00h – Procissão de abertura dos festejos
  • 19:30h – Santa Missa
  • Animação Litúrgica: Comunidade Joaquim Gomes
  • Noiteiros: Motoristas, Motociclistas, Ciclistas e Comunidades da Zona Rural: Alto do Quipá, Pilão do Gato, Capelinha, Trapiche, Ligeiro, Serrotinho, Frade, Várzea do Marinho, Bonito, Gavião, Joaquim Gomes, Betel, Poço da Pedra, Tintino, Faustino, Brasilinha, Assentamento Brasília, e Jatobá.
  • Responsáveis: Valcílio, Tôta, Adielma, Antonio Avelino, Cícero Marcelino, Helena, Lucinalva, Cícero Guilherme, Mariane, Quitéria, Cícero Cavalcante, Maria de Lourdes, José Virgínio, José Geraldo, Maria Rocha, Janete, Iracema, Elisama, Lúcio Brito, Maria de Arcilina, Elineuza, Elionaldo (Maguelo), Olivânia e Mototaxixtas

 Dia 02 de junho de 2014 (segunda-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Mons. Pe. José Augusto Silva Melo
  • Noiteiros: Legião de Maria, Mãe Rainha e Mulheres do Terço
  • Animação Litúrgica: Coral Rainha da Paz
  • Responsáveis: Nina, Cassiano, Ana Menezes, Jussara e Osório Barbosa

Dia 03 de junho de 2014 (terça-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Clóvis Rodrigues da Silva
  • Animação Litúrgica: Romeiros
  • Noiteiros: Romeiros, Pastoral do Dízimo, Ministros da Comunhão e Movimento Bíblico
  • Responsáveis: Iolanda, Lilian, Iraci, Marinalva, Nega, Lucinha, Batista e Siderli. (Homenagem de gratidão aos Ministros Dona Maria e Chico Lulu)

 Dia 04 de junho de 2014 (quarta-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Animação Litúrgica: Coral Deus é Bonito
  • Noiteiros: Crianças, Catequistas, Pastoral da Criança, Conselho Tutelar, Padrinhos da Catequese, Secretaria de Ação Social
  • Responsáveis: Adeline, Samuel, Mara, Elton, Ângela Cabral, Simeire, Regivânia Policarpo e os pais das crianças da catequese

 Dia 05 de junho de 2014 (quinta-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa de Ação de Graças pela passagem do Jubileu de Prata do Pe. José Fernando Ferreira Dias
  • Celebrante: Pe. José Fernando Ferreira Dias
  • Animação Litúrgica: Casais
  • Noiteiros: Casais, ECC (Encontro de Casais com Cristo)
  • Responsáveis: Adeline e Samuel, Gracinete e Ricardo, Charleana e Dr. César, Lúcia e Gilson, Erik e Regina, Batista e Ronácia, Elton e Kelly, Marilany e Francisco Farias, Cícero José e Eunice, Rossane e Gato, Alcemara e Beto, Jussara e João Augusto, Simone e Sérgio

Dia 06 de junho de 2014 (sexta-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30 – Santa Missa
  • Pregação: Diácono Leandro Marques de Melo
  • Animação Litúrgica: Apostolado da Oração
  • Noiteiros: Apostolado da Oração, 3ª Idade, AAPIOB e CRAS
  • Animação Litúrgica: Apostolado da Oração
  • Responsáveis: Lucinha, Liberato, Eliane Amaral, Telma Siqueira e Lena de Tide

Dia 07 de junho de 2014 (sábado) – Programação Especial

  • 16:00h: Desfile dos cavaleiros saindo da Praça Central em direção ao curral do gado com a Imagem de Santo Antonio
  • 17:00h: Celebração e bênção dos vaqueiros no curral do gado
  • 19:00h: Trezena
  • 19:30: Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Jean César
  • Animação Litúrgica: Homens do Terço
  • Noiteiros: Vaqueiros, Carroceiros, Agricultores, pecuaristas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Secretaria de Agricultura e FAACOB
  • Responsáveis: Dé Alexandre, Zé Cícero, Lourdes Almeida, Edvan e Gerusa
  • Observação: Após a Santa Missa haverá o tradicional “Leilão de Animais” e prendas variadas

Dia 08 de junho de 2014 (domingo)

  • Noiteiros: Servidores da Saúde, Comerciantes, Clínica CEON, SAMU e Laboratórios
  • 19:00h – Trezena
  • 19:30 – Santa Missa
  • Pregação: Diácono Siloel Mendonça de Souza
  • Animação Litúrgica: Coral Santo Antonio de Olho D’Água das Flores
  • Responsáveis: Dr. César, Dr. Gilmar, Dr. Pedro, Dr. Ivanildo, Salésia, Adjânio Policarpo, Solange, Osmar Melo, Osmar, Tatiane, Santelmo da Padaria, Gerusa, Lanja de Mero, Fabrício (Fafá), Mara Lúcia, João Paulo, Franciele, Elenice e Sâmia
  • Observação: Após a Santa Missa, haverá um sensacional “Bingo Beneficente” em prol da reforma da Matriz de Santo Antônio

Dia 09 de junho de 2014 (segunda-feira)

  • 18:30h – Procissão com a Imagem de Santo Antônio, saindo da Escola Rui Palmeira
  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Pregação: Diácono Edgar Alves de Oliveira
  • Animação litúrgica: Ministério Amor Sublime
  • Noiteiros: Educação, RCC e Partilha do Pão
  • Responsáveis: Radamés, Ramon, Maria Betânia, Eliana da Silva, Washington, Sonileide, Aureni Cabral, Lúcia, Rosane, Ivonete, Katiúcia, Edileusa, Manuela e estudantes

 Dia 10 de junho de 2014 (terça-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Animação Litúrgica:
  • Celebrante:  Pe. Gilberto Pereira de Amorim
  • Noiteiros:  Missionários, Jovens Missionários, Homens do Terço, Coroinhas, Faxineiros da Igreja, Viúvos e Viúvas
  • Responsáveis: Cícero José, Erivelton, Noberto, Zefinha do Hotel, Duquinha, Jhorrane, Charles, Francisco, Ozório, Dalva, Wilson Amorim (neguinho) e Izabel

 Dia 11 de junho de 2014 (quarta-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30h – Santa Missa
  • Pregação: Diácono Bruno Igor Cavalcante
  • Animação Litúrgica: Coral Amor Sublime
  • Noiteiros: Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Polícia Civil e Militar, Justiça Civil, Rádio Comunitária Ouro Branco FM, Correios e INSS
  • Responsáveis:  Graça, Jucimere, Paulo Pereira, Helena e Telma Siqueira

 Dia 12 de junho de 2014 (quinta-feira)

  • 19:00h – Trezena
  • 19:30 – Santa Missa
  • Celebrante: Cônego José Kermes Martins
  • Animação Litúrgica: Coral Sementes do Amor
  • Noiteiros: Crismandos, Jovens, Namorados, Noivos, Encalhados, Ministério Jovem e Solteironas
  • Responsáveis: Jovens, Ministério Jovem

 Dia 13 de junho de 2014 (Dia do Padroeiro Santo Antônio)

  • 10:00h – Batismos
  • 16:00h – Missa Solene de Encerramento dos Festejos
  • Celebrante: Dom Dulcênio Fontes de Matos (Bispo Diocesano de Palmeira dos Índios)
  • Concelebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Coral Santo Antonio (Ouro Branco)
  • 17:30h – Procissão com a Imagem de Santo Antônio

 Hino a Santo Antônio de Pádua

1 – Coração Apaixonado, pelas coisas do Senhor! A riqueza põe de lado, encontrou maior valor.

Refrão: Dos caminhos peregrino, Santo Antônio companheiro! Ilumina Ouro Branco, para Deus o tempo inteiro. (Bis)

2 – Conhecendo o Deus amor, pelo estudo e pela vida! Apontou com destemor, qual a luz qual a saída.

3 – Nos palácios e nas praças, disse claro o que convém! Deixem tramas e trapaças, cuidem só da paz do bem.

4 – “Não se esqueçam criaturas, homens plantas e animais! Glória a Deus lá nas alturas, pela vida e tudo mais.

Comissão Organizadora

  • Pe. Janildo Vaz de Medeiros – Pároco
  • Conselho Paroquial de Pastoral
  • Conselho Econômico Paroquial
  • Movimentos e Pastorais da Paróquia

Apoio:

  • Prefeitura Municipal de Ouro Branco, Prefeito Atevaldo Cabral Silva
  • e Câmara de Vereadores, Eraldo Cabral (Presidente) e Comércio Local.

Campanha da Fraternidade – 2014

 

1.0 Objetivos desta Campanha da Fraternidade

1.1 Objetivo Geral

Identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade e da liberdade humana, mobilizando cristãos e a sociedade brasileira para erradicar esse mal, com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus.

1.2 Objetivos específicos

  1. Identificar as causas e modalidades do tráfico humano e os rostos que sofrem com essa exploração.
  2. Denunciar as estruturas e situações causadoras do tráfico humano.
  3. Reivindicar, dos poderes públicos, políticas e meios para a reinserção das pessoas atingidas pelo tráfico humano na vida familiar e social.
  4. Promover ações de prevenção e de resgate da cidadania das pessoas em situação de tráfico.
  5. Suscitar, à luz da Palavra de Deus, a conversão que conduza ao empenho transformador dessa realidade aviltante da pessoa humana.
  6. Celebrar o mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo, sensibilizando para a solidariedade e o cuidado às vítimas desse mal.

A Paróquia de Santo Antonio de Pádua em Ouro Branco, realiza as Festividades de seu Padroeiro Santo Antonio

Santo AntonioAs Festividades de Santo Antonio de Pádua, acontecerá a partir do dia 01 de junho e se estende até o dia 13 de junho de 2013, na cidade de Ouro Branco – AL. Tema desse ano: “Pela fé tivemos também nós, reconhecendo o Senhor Jesus vivo e presente na nossa História”.

CONVITE

Caríssimos Irmãos e Irmãs em Cristo Jesus, não basta desejar, é preciso batalhar!

Está chegando à época do ano, quando nos envolveremos na grande atmosfera das alegrias da Festa de Santo Antonio em nossa paróquia. Este ano, motivados pelos eventos da forte de nossa Igreja – Celebração do Ano da Fé e da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), nos dedicaremos a uma reflexão mais intensa sobre a fé que professamos.

Neste espírito, de portas abertas para viver Jesus Cristo, venho convidar você, sua comunidade, sua família para juntos no entusiasmo e na felicidade da vivência de nossa fé, participar da festa do nosso padroeiro Santo Antonio de Pádua nos próximos treze dias.

Teremos uma imensa programação religiosa, pois a oração aprofunda e dar raízes aquilo que a mente e o coração sentem. Também teremos uma vasta programação social para você e toda a sua família.

Contamos com sua presença e sua oração. Vale lembrar também que sua oferta material e financeira é muito importante e significativa para a conclusão das obras de reforma do nosso templo, Casa da Igreja, na qual deve resplandecer a beleza e a dignidade que devemos dispensar aos santos mistérios aqui celebrados.

  • Fraternalmente em Cristo,
  • Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Vosso Irmão na fé e vosso pároco no serviço pastoral.

PROGRAMAÇÃO

Todos os dias, às 19:00h Trezena, e às 19:30h Celebração da Santa Missa

01 de Junho de 2013 – Sábado

  • 06:00h – Alvorada de fogos e trezena de Santo Antonio
  • 18:00h – Procissão de abertura dos festejos
  • 19:30h – Santa Missa
  • Animação Litúrgica: Comunidade Joaquim Gomes
  • Celebrante: Pe. Henaldo Chagas
  • Noiteiros: Comunidade da Zona Rural: Alto do Quipá, Pilão do Gato, Capelinha, Trapiche, Ligeiro, Serrotinho, Frade, Várzea do Marinho, Bonito, Gavião, Joaquim Gomes, Betel, Poço da Pedra, Tintino, Faustino, Brasilinha, Assentamento Brasília, Jatobá, Povoado Capiá
  • Responsáveis: Valcílio, Tota, Adielma, Antonio Avelino, Cícero Marcelino, Helena, Lucinalva, Cícero Guilherme, Rosa, Quitéria, Cícero Cavalcante, Maria de Lourdes, José Virgínio, Geraldo, Janete, Iracema, Elisama e Davi.

02 de Junho de 2013 – Domingo

  • 13:00h – Adoração Eucarística pelo Ano da Fé
  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Noiteiros: Casais e Dizimistas
  • Animação Litúrgica: Grupo de Casais
  • Responsáveis: Ramon e Daniela, Gracinete e Ricardo, Andreia e David, Charleana e Dr. César, Lúcia e Gilson, Regivânia e Atevaldo

03 de Junho de 2013 – Segunda-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Coral Rainha da Paz
  • Noiteiros: Legião de Maria e Movimento da Mãe Rainha
  • Responsáveis: Nina, Cassiano, Ana Menezes e Jussara

04 de Junho de 2013 – Terça-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Petrônio Oliveira
  • Animação Litúrgica: Coral Deus é Bonito
  • Noiteiros: Crianças, Catequistas, Pastoral da Criança, Conselho Tutelar, Padrinhos da Catequese, Secretária de Ação Social
  • Responsáveis: Adeline, Samuel, Mara, Elton, Ângela, Simeire

05 de Junho de 2013 – Quarta-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Wendel Assunção
  • Animação Litúrgica: Ministério Amor Sublime
  • Noiteiros: RCC, Educação, Partilha do Pão
  • Responsáveis: Radamés, Betânia, Eliana da Silva, Washington, Sonileide, Aureni Cabral, Lúcia, Rossane, Ivonete, Katiúcia, Edileuza, Jória, Estudantes

06 de Junho de 2013 – Quinta-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Adauto Alves Vieira
  • Animação Litúrgica: Coral Santo Antonio
  • Noiteiros: Comerciantes, Missionários
  • Responsáveis: Osmar, Tatiane, Lázaro, Leonice, Santelmo da Padaria, Gerusa, Lúcia, Lanja

07 de Junho de 2013 – Sexta-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Apostolado da Oração
  • Noiteiros: Apostolado da Oração, 3ª Idade, AAPIOB
  • Responsáveis: Lucinha, José Liberato, Telma, Eliane Amaral

08 de Junho de 2013 – Sábado (Programação Especial)

  • 08:00h: – Trezena de Santo Antonio
  • 16:00h: – Procissão com a Imagem de Santo Antonio saindo do Curral do Gado
  • 17:00h: – Celebração da Benção do Vaqueiro
  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Clejean Melo
  • Animação Litúrgica: Romeiros
  • Noiteiros: Romeiros, Vaqueiros, Carroceiros, Agricultores, Pecuaristas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Secretária da Agricultura, FACOB
  • Responsáveis: Dé Alexandre, Zé Cicero, Lourdes Almeida, Lena, Edvan, Iraci

09 de Junho de 2013  – Domingo (Programação Especial)

  • 08:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 16:00h – Procissão dos motoristas
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Coral Amor Sublime
  • Noiteiros: Motoristas, Motociclistas, Ciclistas
  • Responsáveis: Lúcio, Maria de Arcelina, Elineuza, Elionaldo (Maguelo), José Bezerra, Cesar de Santo, Mototaxistas

10 de Junho de 2013 – Segunda-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. José Aparecido
  • Animação Litúrgica: Homens do Terço
  • Noiteiros: Saúde, SAMU, Homens do Terço, Laboratório
  • Responsáveis: Iolanda, João Paulo, Cícero José, João Batista, Erivelton, Noberto, Salésia, Drª Carolina, Adjânio Policarpo

11 de Junho de 2013 – Terça-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Dom Dulcênio Fontes de Matos
  • Animação Litúrgica: Coral Amor Sublime
  • Noiteiros: Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Polícia Civil e Militar, Justiça Civil, Radio Comunitária Ouro Branco FM, INSS
  • Responsáveis: Graça, Jucimeire, Paulo Pereira, Valdemira Costa

12 de Junho de 2013 – Quarta-feira

  • 19:00h – Trezena de Santo Antonio
  • 19:30h – Santa Missa
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Coral Sementes do Amor
  • Noiteiros: Crismandos, Jovens, Namorados, Noivos, Encalhados, Viúvos (as), Ministério Jovem
  • Responsáveis: Jovens, Ministério Jovem

13 de Junho de 2013 Quinta-feira (Dia do Padroeiro)

  • 10:00h – Batismos
  • 16:00h – Santa Missa e encerramento dos Festejos
  • Celebrante: Pe. Janildo Vaz de Medeiros
  • Animação Litúrgica: Coral Santo Antonio
  • 17:30h – Procissão com a Imagem de Santo Antonio

Hino a Santo Antonio

1 – Coração apaixonado, pelas coisas do Senhor, A riqueza põe de lado: encontrou maior valor!

Refrão: Dos caminhos peregrino, Santo Antonio companheiro, ilumina Ouro Branco, para Deus o tempo inteiro. (bis)

2 – Conhecendo o Deus Amor, pelo estudo e pela vida, apontou com destemor qual a luz, qual a saída.

3 – Nos palácios e nas praças, disse claro o que convém: “Deixem tramas e trapaças, cuidem só da paz, do bem!”

4 – “Não se esqueçam, criaturas, homens, plantas, animais: Glória a Deus lá nas alturas, pela vida e tudo mais!”.

Em sua 1ª missa, papa Francisco alerta sobre risco de a Igreja Católica virar “ONG piedosa”

Reprodução

O papa Francisco realizou nesta quinta-feira (14) a primeira missa do seu pontificado. Na presença dos cardeais que participaram do conclave, a cerimônia foi celebrada na capela Sistina, mesmo local em que ele foi escolhido como novo pontífice ontem.

MAIS SOBRE O NOVO PAPA

Na sua primeira homilia, ele alertou para o risco de a Igreja se converter em uma “ONG piedosa”, se não seguir os preceitos de Cristo. “Se nós não professarmos Jesus Cristo, nos converteremos em uma ONG piedosa, não em uma esposa do Senhor”, disse Francisco ao comentar as leituras feitas na missa.

“Quando caminhamos sem a cruz, edificamos sem a cruz e confessamos com Cristo sem cruz, não somos discípulos do Senhor. Somos mundanos, bispos, padres, cardeais, papas, mas não discípulos do Senhor.”

A primeira leitura foi um trecho do do livro do Profeta Isaias, em que destaca a importância de caminhar na luz do Senhor. A segunda leitura da missa foi extraída da Primeira Carta de São Pedro Apóstolo, que aborda o exercício do sacerdócio.

Também foi lida uma passagem do Evangelho que cita Jesus Cristo dizendo a Pedro “Tu és pedra e renovareis a minha Igreja”.

“Com essas três leituras, vejo que elas têm algo em comum, que é o movimento. Na primeira leitura, o movimento do caminho. Na segunda, da edificação da Igreja. E na terceira, no Evangelho, o movimento da confissão, Caminhar, edificar, confessar”, afirmou Francisco.

Sobre a relevância de construção da Igreja, completou: “Gostaria que todos nós, depois desses dias de graça, tenhamos a coragem de caminhar na presença do Senhor, com a cruz do Senhor. Edificar a Igreja sobre o sangue do Senhor derramado na Cruz”.

O papa encerrou a homilia e prosseguiu o rito conhecido como “Oração da comunidade”, em que são feitas preces pelo novo pontífice, pelos chefes de Estado e por aqueles que sofrem.

Francisco começou 1º dia como papa com visita à basílica de Santa Maria Maior

Em seu primeiro dia como papa Francisco, o argentino Jorge Mario Bergoglio visitou na manhã desta quinta-feira (14) a basílica de Santa Maria Maior (Santa Maria Maggiore, em italiano), no centro de Roma.

SAIBA QUEM É O NOVO PAPA

Acompanhado pelo prefeito da Casa Pontifícia, dom George Gaenswein, e o vice-prefeito, Leonardo Sapienza, o papa chegou ao local por volta das 8h (4h horário de Brasília), em um carro simples do Vaticano. Francisco dispensou o carro oficial destinado aos pontífices.
“Sejam misericordiosos com almas que precisam. Rezem por mim”, disse o papa aos padres dominicais, chamados “os confessores do Papa”, durante a visita a basílica romana.

Segundo o padre Élio Monteleone, titular da basílica, que acompanhou a visita do pontífice, Francisco permaneceu no local por cerca de 45 minutos.

Durante esse tempo, fez sua oração em frente ao altar de Nossa Senhora, em uma capela anexa ao altar da basílica, onde depositou um ramo de flores. Ao fim da oração, ele saudou um grupo de seminaristas e freiras um por um (eram cerca de 60 pessoas).

“O papa rezou sozinho, em silêncio. Depois, entoou alguns cânticos. Também pediu para que nós rezássemos por ele e pelo trabalho dele à frente da Igreja Católica”, disse o padre, que se declarou surpreso com a notícia da visita do papa. “Primeiramente, fiquei surpreso com a eleição dele. Depois, com a notícia que ele visitaria a basílica”, afirmou o religioso.

“Foi um encontro com um padre e não com um papa”, comentou padre Ludovico Melo, confessor da basílica de Santa Maria Maggiore.

basílica escolhida por Francisco também é conhecida como a de Nossa Senhora das Neves. É uma das igrejas mais antigas de Roma e data dos anos 432-440 depois de Cristo (d.C).

MAIS SOBRE O NOVO PAPA

Dezenas de pessoas, incluindo jornalistas e estudantes, se reuniram diante do templo para acompanhar a primeira saída do novo líder dos 1,2 bilhão de católicos do mundo.

De férias em Roma, a russa Natália Shibaeva, 27, lamentou ter chegado à basílica momentos depois da saída do novo papa da Igreja Católica. “É uma pena ter chegado pouco depois, mas estou feliz por estar em Roma neste momento”, disse a turista.

Após a visita, Francisco se dirigiu à Capela Sistina, onde rezou em memória do papa Sisto V e depois parou em frente à tumba de Pio V.

Anúncio do novo papa

A Igreja Católica anunciou às 20h14 (16h14 de Brasília) desta quarta-feira (13) quem é seu novo papa: o cardeal jesuíta Jorge Mario Bergoglio, 76, da Argentina.

Ele foi o escolhido para suceder Bento 16 no conclave que começou na terça-feira (12) e terminou hoje, às 19h07 (15h07 de Brasília), quando a fumaça branca tomou a praça São Pedro, após cinco escrutínios.

O nome do novo papa foi revelado após o famoso “Annuntio vobis gaudium, habemus Papam” (“anuncio uma grande alegria: temos um papa”), feito pelo cardeal francês Jean-Louis Tauran. O nome papal escolhido pelo cardeal Bergoglio é Francisco.

No momento do anúncio, os fiéis que aguardavam na praça São Pedro ficaram eufóricos. Houve uma comoção geral e o sentimento em muitos era de surpresa.

Na Argentina, Bergoglio é conhecido pelo conservadorismo e pela batalha contra o kirchnerismo. O prelado também é reconhecido por ser um intenso defensor da ajuda aos pobres. O argentino costuma apoiar programas sociais e desafiar publicamente políticas de livre mercado.

A vida do papa Francisco

Nascimento 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires
Educação Colégio Máximo San Jose, onde estudou filosofia e teologia
Sacerdócio em 13 de dezembro de 1969
Carreira foi indicado como bispo auxiliar de Buenos Aires em 1992 e promovido a arcebispo em 1998
Cardinalato foi nomeado cardeal por João Paulo 2º em 2001 com o título de São Roberto Belarmino
Outro cargo Presidente da Conferência dos Bispos da Argentina de 2005 a 2011

Bergoglio é considerado um ortodoxo conservador em assuntos relacionados à sexualidade, se opondo firmemente contra o aborto, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e o uso de métodos contraceptivos.

Em 2010, entrou em controvérsia pública com a presidente Cristina Kirchener ao afirmar que a adoção feita por casais gays provocaria discriminação contra as crianças.

Em seu primeiro discurso, feito logo após o anúncio de seu nome, Francisco agredeceu ao acolhimento da comunidade de Roma e lembrou do papa emérito Bento 16, seu antecessor.

A escolha foi realizada por 115 cardeais, sendo cinco brasileiros: dom Raymundo Damasceno Assis, 76; dom Odilo Scherer, 63; dom Geraldo Majella Agnelo, 79; dom Cláudio Hummes, 78; e dom João Braz de Aviz, 64.

Estavam aptos a votar apenas os cardeais com menos de 80 anos. A presença deles, segundo o Vaticano, era obrigatória. No entanto, dois eleitores conseguiram a dispensa necessária para não participarem da votação, um por motivo de saúde (cardeal indonésio Julius Darmaatjadja) e outro por ter renunciado ao cargo (cardeal britânico Keith O’Brien).

*Com agências internacionais

Fonte: http://www.uol.com.br

Annuntio vobis gaudium magnum; habemus Papam

Annuntio vobis gaudium magnum; habemus Papam:

Eminentissimum ac Reverendissimum Dominum, Dominum Georgium Marium Sanctae Romanae Ecclesiae Cardinalem Bergoglio qui sibi nomen imposuit Franciscum

Franciscus

Jorge Mario Bergoglio (Papa Francisco I)

Felicitações ao Santo Padre – Bênção Apostólica “Urbi et Orbi”:

Irmãos e irmãs, boa-noite!

Vós sabeis que o dever do Conclave era dar um Bispo a Roma. Parece que os meus irmãos Cardeais tenham ido buscá-lo quase ao fim do mundo… Eis-me aqui! Agradeço-vos o acolhimento: a comunidade diocesana de Roma tem o seu Bispo. Obrigado! E, antes de mais nada, quero fazer uma oração pelo nosso Bispo emérito Bento XVI. Rezemos todos juntos por ele, para que o Senhor o abençoe e Nossa Senhora o guarde.

[Recitação do Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai]

E agora iniciamos este caminho, Bispo e povo… este caminho da Igreja de Roma, que é aquela que preside a todas as Igrejas na caridade. Um caminho de fraternidade, de amor, de confiança entre nós. Rezemos sempre uns pelos outros. Rezemos por todo o mundo, para que haja uma grande fraternidade. Espero que este caminho de Igreja, que hoje começamos e no qual me ajudará o meu Cardeal Vigário, aqui presente, seja frutuoso para a evangelização desta cidade tão bela!

E agora quero dar a Bênção, mas antes… antes, peço-vos um favor: antes de o Bispo abençoar o povo, peço-vos que rezeis ao Senhor para que me abençoe a mim; é a oração do povo, pedindo a Bênção para o seu Bispo. Façamos em silêncio esta oração vossa por mim.

[…]

Agora dar-vos-ei a Bênção, a vós e a todo o mundo, a todos os homens e mulheres de boa vontade.

[Bênção]

Irmãos e irmãs, tenho de vos deixar. Muito obrigado pelo acolhimento! Rezai por mim e até breve! Ver-nos-emos em breve: amanhã quero ir rezar aos pés de Nossa Senhora, para que guarde Roma inteira. Boa noite e bom descanso!

Fonte: site do Vaticano

 

Perguntas que todos fazem sobre a renúncia de Bento XVI

Pope Benedict XVI visits the Cathedral of CologneA renúncia de Bento XVI tem levantado questões legítimas não apenas no mundo católico. Algumas são práticas, enquanto outras têm implicações mais profundas em suas respostas.

O porta-voz oficial do Vaticano, padre Federico Lombardi, deu diversas conferências de imprensa, entre 12 e 15 de Fevereiro. Durante o breafing, vários jornalistas levantaram questões que Pe. Lombardi respondeu com as informações disponíveis no momento.

A partir dessas contestações, oferecemos uma seleção ágil e breve de 23 respostas sobre as questões mais discutidas nos dias de hoje.

A formulação das perguntas e respostas não foram reproduzidas literalmente, foram preparadas, trabalhadas e publicadas no bloghttp :/ / actualidadyanalisis.blogspot.com, com base no que o Pe. Lombardi respondeu. Seguem as respostas, embora não sejam explicitamente como formuladas. A conta Twitter: https://twiter.com/mujicaje tem enviado atualizações relacionadas aos dados enviados pela Assessoria de Imprensa da Santa Sé em tempo real.

1. Qual será a última aparição pública de Bento XVI como Papa?

A última aparição pública como Papa Bento XVI será na Audiência Geral de quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 na Praça de São Pedro, no Vaticano. Em caráter extraordinário, a Audiência Geral contará com a liturgia da Palavra e momentos de oração. No dia seguinte, quinta-feira 28, está agendada uma audiência privada na Sala Clementina da Santa Sé com alguns cardeais. Será a última audiência de seu pontificado.

2. Bento XVI tem alguma doença grave?

Não, Bento XVI não tem nenhuma doença grave.

3. É verdade que Bento XVI tem um marcapasso?

Sim, é verdade que Bento XVI tem um marcapasso. Ele tem desde que era Cardeal-Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Há algumas semanas atrás trocaram as baterias do marcapasso.

4. A encíclica sobre a fé que Bento XVI estava escrevendo vai ser publicada?

Não, não está previsto que a encíclica será publicada dado que Bento XVI não pôde concluir. Eventualmente, se for decidido torná-la pública, não entraria no ramo de “encíclica”.

5. Por que Bento XVI escolheu as 20:00 do dia 28 de fevereiro para completar o seu ministério como Papa?

Porque é a hora que ele normalmente termina o seu dia de trabalho.

6. Para onde vai Bento XVI após sua aposentadoria como Papa?

Inicialmente, por um período de dois meses, para a residência pontifícia de Catel Gandolfo. Depois, volta para o Vaticano para viver no mosteiro de clausura Mater Ecclesiae.

7. É verdade que Bento XVI decidiu demitir-se durante sua viagem apostólica ao México?

Durante sua viagem apostólica ao México e Cuba, Bento XVI amadureceu o tema de sua renúncia como uma etapa a mais no seu longo processo de reflexão e discernimento sobre este tema. Além disso, a viagem não teve qualquer relevância a este respeito.

8. Qual será o nome e o título de Bento XVI após 28 de fevereiro?

É um tema que ainda está sendo ponderando. Existe certa unanimidade de que manterá o nome de Bento XVI e o título será “Bispo emérito de Roma”. No Anuário Pontifício “Bento XVI” continuará a ser o nome oficial utilizado.

9. Bento XVI vai participar do Conclave para eleger seu sucessor?

Não. Bento XVI não vai participar do Conclave para eleger o seu sucessor e nem fará parte do Colégio Cardinalício.

10. Como Bento XVI irá se vestir após 28 de Fevereiro?

Ainda não se sabe como Bento XVI se vestirá após 28 de Fevereiro.

11. A renúncia de um Papa está prevista na Igreja?

Sim. A renúncia de um Papa está prevista e regulamentada pelo Código de Direito Canônico.

12. O que vai acontecer com monsenhor Georg Gänswein, secretário particular de Bento XVI e prefeito da Casa Pontifícia?

Monsenhor Georg Gänswein continua secretário particular de Bento XVI, vai acompanhá-loem Castel Gandolfoe depois ao mosteiro Mater Ecclesia, e também permanece prefeito da Casa Pontifícia. Da mesma forma, é possível que o segundo secretário transfira-se para Castel Gandolfo e acompanhe Bento XVI por um tempo.

13. Quem vai morar com Bento XVI no mosteiro Mater Ecclesia, dentro do Vaticano, após a sua aposentadoria?

Os Memores (grupo de mulheres consagradas, membros da família pontifícia, que auxiliam o papa nas necessidades regulares de casa) e seu secretário pessoal, monsenhor Georg Gänswein.

14. A questão dos chamados “Vatileaks” (vazamento de documentos reservados) influenciou a decisão do Papa?

Não teve nenhuma relevância. Se você deseja receber informações corretas deve se limitar ao que disse o Papa sobre sua renúncia.

15. Aproximadamente, quando poderia começar o Conclave?

As datas mais convincentes indicam que iniciará entre 15 e 20 de março.

16. Bento XVI mudou as regras para a eleição de um Papa nas últimas semanas?

Não. Bento XVI não mudou recentemente as regras para a eleição de um Papa. Em 2007, ele fez uma pequena alteração para mudar o sistema de votação. Essa modificação de 2007 estabelece que é necessário uma maioria de dois terços na votação realizada no Conclave. O resto das normas vigentes continua a ser as da Constituição Apostólica Universi Dominici Gregis.

17. Qual é o termo correto para descrever o que o Papa fez?

“Renúncia” seria o termo mais específico e técnico. “Demissão” não, porque pressupõe que alguém aceita a demissão para que tenha efeito e, no caso do Papa, isso não é necessário. “Abdicação” seria o termo mais adequado para um rei.

18. Existem lutas de poder no Vaticano?

Em toda instituição existe uma dinâmica que leva a opiniões diferentes, o que é sempre uma riqueza. A diferença e diversidade de opiniões são positivas se conduzem ao bem da própria instituição. Tais diferenças, no entanto, não devem ser exageradas porque não corresponderiam à realidade e às intenções das pessoas. Afirmar que há lutas de poder não corresponde à realidade do que está acontecendo na Igreja agora.

19. O jornalista Peter Seewald entrevistou Bento XVI antes de sua demissão?

O jornalista alemão Peter Seewald, que no passado se reuniu várias vezes com Joseph Ratzinger- Bento XVI, entrevistou o Papa Bento XVI faz dois meses e meio. A entrevista faz parte da biografia oficial de Bento XVI em que está trabalhando Seewald.

20. Bento XVI encontrará o novo Papa?

Não está programado que Bento XVI encontrará o novo Papa.

21. Por que Bento XVI decidiu ficar, depois de dois meses em Castel Gandolfo, num mosteiro no Vaticano e não retornar à Baviera, sua terra natal?

Bento XVI não mencionou claramente, mas a presença e oração de Bento XVI no Vaticano dá uma continuidade espiritual ao papado. Além disso, Bento XVI mora no Vaticano há mais de três décadas.

22. Quais são as razões exatas dadas por Bento XVI para a sua renúncia?

Na segunda-feira 11 de fevereiro, o Papa Bento XVI afirmou explicitamente que chegou “à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idóneas para exercer adequadamente o ministério petrino” e também mencionou que para governar a Igreja e anunciar o Evangelho é necessário “o vigor quer do corpo quer do espírito; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para administrar bem o ministério que me foi confiado.

23 – Qual é a agenda oficial de Bento XVI de 11 a 28 de fevereiro de 2013?

O calendário oficial de Bento XVI é o seguinte:

  • 23 de fevereiro: Conclusão dos exercícios espirituais;
  • 24 de fevereiro: Último Angelus de Bento XVI na Praça de São Pedro;
  • 25 de fevereiro: Audiência privada com alguns cardeais;
  • 27 de fevereiro: Última Audiência Geral de Bento XVI;
  • 28 de fevereiro: Às 11 horas saúda os cardeais na Sala Clementina do Vaticano. Às 17:00 se transfere para Castel Gandolfo. Às 20:00 começa a Sede Vacante.

Fonte: Alagoas Católica

Mensagem de Sua Santidade Bento XVI (Para a Quaresma 2013)

Crer na caridade suscita caridade
«Nós conhecemos o amor que Deus nos tem, pois cremos nele» (
1 Jo 4, 16)  

Queridos irmãos e irmãs!

A celebração da Quaresma, no contexto do Ano da fé, proporciona-nos uma preciosa ocasião para meditar sobre a relação entre fé e caridade: entre o crer em Deus, no Deus de Jesus Cristo, e o amor, que é fruto da acção do Espírito Santo e nos guia por um caminho de dedicação a Deus e aos outros.

1. A fé como resposta ao amor de Deus

Na minha primeira Encíclica, deixei já alguns elementos que permitem individuar a estreita ligação entre estas duas virtudes teologais: a fé e a caridade. Partindo duma afirmação fundamental do apóstolo João: «Nós conhecemos o amor que Deus nos tem, pois cremos nele» (1 Jo 4, 16), recordava que, «no início do ser cristão, não há uma decisão ética ou uma grande ideia, mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo. (…) Dado que Deus foi o primeiro a amar-nos (cf. 1 Jo 4, 10), agora o amor já não é apenas um “mandamento”, mas é a resposta ao dom do amor com que Deus vem ao nosso encontro» (Deus caritas est, 1). A fé constitui aquela adesão pessoal – que engloba todas as nossas faculdades – à revelação do amor gratuito e «apaixonado» que Deus tem por nós e que se manifesta plenamente em Jesus Cristo. O encontro com Deus Amor envolve não só o coração, mas também o intelecto: «O reconhecimento do Deus vivo é um caminho para o amor, e o sim da nossa vontade à d’Ele une intelecto, vontade e sentimento no acto globalizante do amor. Mas isto é um processo que permanece continuamente a caminho: o amor nunca está “concluído” e completado» (ibid., 17). Daqui deriva, para todos os cristãos e em particular para os «agentes da caridade», a necessidade da fé, daquele «encontro com Deus em Cristo que suscite neles o amor e abra o seu íntimo ao outro, de tal modo que, para eles, o amor do próximo já não seja um mandamento por assim dizer imposto de fora, mas uma consequência resultante da sua fé que se torna operativa pelo amor» (ibid., 31). O cristão é uma pessoa conquistada pelo amor de Cristo e, movido por este amor – «caritas Christi urget nos» (2 Cor 5, 14) – , está aberto de modo profundo e concreto ao amor do próximo (cf. ibid., 33). Esta atitude nasce, antes de tudo, da consciência de ser amados, perdoados e mesmo servidos pelo Senhor, que Se inclina para lavar os pés dos Apóstolos e Se oferece a Si mesmo na cruz para atrair a humanidade ao amor de Deus.

«A fé mostra-nos o Deus que entregou o seu Filho por nós e assim gera em nós a certeza vitoriosa de que isto é mesmo verdade: Deus é amor! (…) A fé, que toma consciência do amor de Deus revelado no coração trespassado de Jesus na cruz, suscita por sua vez o amor. Aquele amor divino é a luz – fundamentalmente, a única – que ilumina incessantemente um mundo às escuras e nos dá a coragem de viver e agir» (ibid., 39). Tudo isto nos faz compreender como o procedimento principal que distingue os cristãos é precisamente «o amor fundado sobre a fé e por ela plasmado» (ibid., 7).

2. A caridade como vida na fé

Toda a vida cristã consiste em responder ao amor de Deus. A primeira resposta é precisamente a fé como acolhimento, cheio de admiração e gratidão, de uma iniciativa divina inaudita que nos precede e solicita; e o «sim» da fé assinala o início de uma luminosa história de amizade com o Senhor, que enche e dá sentido pleno a toda a nossa vida. Mas Deus não se contenta com o nosso acolhimento do seu amor gratuito; não Se limita a amar-nos, mas quer atrair-nos a Si, transformar-nos de modo tão profundo que nos leve a dizer, como São Paulo: Já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim (cf. Gl 2, 20).

Quando damos espaço ao amor de Deus, tornamo-nos semelhantes a Ele, participantes da sua própria caridade. Abrirmo-nos ao seu amor significa deixar que Ele viva em nós e nos leve a amar com Ele, n’Ele e como Ele; só então a nossa fé se torna verdadeiramente uma «fé que actua pelo amor» (Gl 5, 6) e Ele vem habitar em nós (cf. 1 Jo 4, 12).

A fé é conhecer a verdade e aderir a ela (cf. 1 Tm 2, 4); a caridade é «caminhar» na verdade (cf. Ef 4, 15). Pela fé, entra-se na amizade com o Senhor; pela caridade, vive-se e cultiva-se esta amizade (cf. Jo 15, 14-15). A fé faz-nos acolher o mandamento do nosso Mestre e Senhor; a caridade dá-nos a felicidade de pô-lo em prática (cf. Jo 13, 13-17). Na fé, somos gerados como filhos de Deus (cf. Jo 1, 12-13); a caridade faz-nos perseverar na filiação divina de modo concreto, produzindo o fruto do Espírito Santo (cf. Gl 5, 22). A fé faz-nos reconhecer os dons que o Deus bom e generoso nos confia; a caridade fá-los frutificar (cf. Mt 25, 14-30).

3. O entrelaçamento indissolúvel de fé e caridade

À luz de quanto foi dito, torna-se claro que nunca podemos separar e menos ainda contrapor fé e caridade. Estas duas virtudes teologais estão intimamente unidas, e seria errado ver entre elas um contraste ou uma «dialéctica». Na realidade, se, por um lado, é redutiva a posição de quem acentua de tal maneira o carácter prioritário e decisivo da fé que acaba por subestimar ou quase desprezar as obras concretas da caridade reduzindo-a a um genérico humanitarismo, por outro é igualmente redutivo defender uma exagerada supremacia da caridade e sua operatividade, pensando que as obras substituem a fé. Para uma vida espiritual sã, é necessário evitar tanto o fideísmo como o activismo moralista.

A existência cristã consiste num contínuo subir ao monte do encontro com Deus e depois voltar a descer, trazendo o amor e a força que daí derivam, para servir os nossos irmãos e irmãs com o próprio amor de Deus. Na Sagrada Escritura, vemos como o zelo dos Apóstolos pelo anúncio do Evangelho, que suscita a fé, está estreitamente ligado com a amorosa solicitude pelo serviço dos pobres (cf. At 6, 1-4). Na Igreja, devem coexistir e integrar-se contemplação e acção, de certa forma simbolizadas nas figuras evangélicas das irmãs Maria e Marta (cf. Lc 10, 38-42). A prioridade cabe sempre à relação com Deus, e a verdadeira partilha evangélica deve radicar-se na fé (cf. Catequese na Audiência geral de 25 de abril de 2012). De facto, por vezes tende-se a circunscrever a palavra «caridade» à solidariedade ou à mera ajuda humanitária; é importante recordar, ao invés, que a maior obra de caridade é precisamente a evangelização, ou seja, o «serviço da Palavra». Não há acção mais benéfica e, por conseguinte, caritativa com o próximo do que repartir-lhe o pão da Palavra de Deus, fazê-lo participante da Boa Nova do Evangelho, introduzi-lo no relacionamento com Deus: a evangelização é a promoção mais alta e integral da pessoa humana. Como escreveu o Servo de Deus Papa Paulo VI, na Encíclica Populorum progressio, o anúncio de Cristo é o primeiro e principal factor de desenvolvimento (cf. n. 16). A verdade primordial do amor de Deus por nós, vivida e anunciada, é que abre a nossa existência ao acolhimento deste amor e torna possível o desenvolvimento integral da humanidade e de cada homem (cf. Enc.  Caritas in veritate, 8).

Essencialmente, tudo parte do Amor e tende para o Amor. O amor gratuito de Deus é-nos dado a conhecer por meio do anúncio do Evangelho. Se o acolhermos com fé, recebemos aquele primeiro e indispensável contacto com o divino que é capaz de nos fazer «enamorar do Amor», para depois habitar e crescer neste Amor e comunicá-lo com alegria aos outros.

A propósito da relação entre fé e obras de caridade, há um texto na Carta de São Paulo aos Efésios que a resume talvez do melhor modo: «É pela graça que estais salvos, por meio da fé. E isto não vem de vós; é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque nós fomos feitos por Ele, criados em Cristo Jesus, para vivermos na prática das boas acções que Deus de antemão preparou para nelas caminharmos» (2, 8-10). Daqui se deduz que toda a iniciativa salvífica vem de Deus, da sua graça, do seu perdão acolhido na fé; mas tal iniciativa, longe de limitar a nossa liberdade e responsabilidade, torna-as mais autênticas e orienta-as para as obras da caridade. Estas não são fruto principalmente do esforço humano, de que vangloriar-se, mas nascem da própria fé, brotam da graça que Deus oferece em abundância. Uma fé sem obras é como uma árvore sem frutos: estas duas virtudes implicam-se mutuamente. A Quaresma, com as indicações que dá tradicionalmente para a vida cristã, convida-nos precisamente a alimentar a fé com uma escuta mais atenta e prolongada da Palavra de Deus e a participação nos Sacramentos e, ao mesmo tempo, a crescer na caridade, no amor a Deus e ao próximo, nomeadamente através do jejum, da penitência e da esmola.

4. Prioridade da fé, primazia da caridade

Como todo o dom de Deus, a fé e a caridade remetem para a acção do mesmo e único Espírito Santo (cf. 1 Cor 13), aquele Espírito que em nós clama:«Abbá! – Pai!» (Gl 4, 6), e que nos faz dizer: «Jesus é Senhor!» (1 Cor 12, 3) e «Maranatha! – Vem, Senhor!» (1 Cor 16, 22; Ap 22, 20).

Enquanto dom e resposta, a fé faz-nos conhecer a verdade de Cristo como Amor encarnado e crucificado, adesão plena e perfeita à vontade do Pai e infinita misericórdia divina para com o próximo; a fé radica no coração e na mente a firme convicção de que precisamente este Amor é a única realidade vitoriosa sobre o mal e a morte. A fé convida-nos a olhar o futuro com a virtude da esperança, na expectativa confiante de que a vitória do amor de Cristo chegue à sua plenitude. Por sua vez, a caridade faz-nos entrar no amor de Deus manifestado em Cristo, faz-nos aderir de modo pessoal e existencial à doação total e sem reservas de Jesus ao Pai e aos irmãos. Infundindo em nós a caridade, o Espírito Santo torna-nos participantes da dedicação própria de Jesus: filial em relação a Deus e fraterna em relação a cada ser humano (cf. Rm 5, 5).

A relação entre estas duas virtudes é análoga à que existe entre dois sacramentos fundamentais da Igreja: o Baptismo e a Eucaristia. O Baptismo (sacramentum fidei) precede a Eucaristia (sacramentum caritatis), mas está orientado para ela, que constitui a plenitude do caminho cristão. De maneira análoga, a fé precede a caridade, mas só se revela genuína se for coroada por ela. Tudo inicia do acolhimento humilde da fé («saber-se amado por Deus»), mas deve chegar à verdade da caridade («saber amar a Deus e ao próximo»), que permanece para sempre, como coroamento de todas as virtudes (cf. 1 Cor 13, 13).

Caríssimos irmãos e irmãs, neste tempo de Quaresma, em que nos preparamos para celebrar o evento da Cruz e da Ressurreição, no qual o Amor de Deus redimiu o mundo e iluminou a história, desejo a todos vós que vivais este tempo precioso reavivando a fé em Jesus Cristo, para entrar no seu próprio circuito de amor ao Pai e a cada irmão e irmã que encontramos na nossa vida. Por isto elevo a minha oração a Deus, enquanto invoco sobre cada um e sobre cada comunidade a Bênção do Senhor!

Vaticano, 15 de Outubro de 2012

 BENEDICTUS PP. XVI

Fonte: Site do Vaticano

FESTA DO PADROEIRO 2012

FESTA DE SANTO ANTONIO DE PÁDUA 2012

PROGRAMAÇÃO:

1º  de junho

19:00 h – procissão de abertura dos festejos e trezena

19:30 – Santa Missa

Noiteiros: Apostolado da Oração, 3º idade, APIOB, Com. Alto do quipá e Trapiche

Dia 2 de junho

19:00 – Trezena logo após Santa Missa

Noiteiros:  Casais, Dizimistas, Com. Varzea do Marinho e Gavião

Dia 3 de junho

19:00 – Trezena e logo após Santa Missa

Noiteiros: Crianças, catequistas, Conselho Tutelar, Pastoral da Criança, Com. Jatobá e Ligeiro.

Dia 4 de junho

19:00 – Trezena e logo após Santa Missa

Noiteiros: Partilha do Pão, RCC, Educação, Capelinha e Brasilinha.

Dia 5 de junho

19:00 – Trezena e logo após Santa Missa

Noiteiros: Homens do terço, Mov. Bíblico, Secretaria de Saúde, SAMU, Faxineiras, Com. Serrotinho e Betel.

Dia 6 de Junho

19:00 – Trezena e logo após Santa Missa

Noiteiros: Legião de Maria, Mulheres do Terço, Mãe Rainha, Com. Assentamento Brasília e Pilão do Gato.

em breve terminaremos de postar a programação….

Paróquia de Santo Antonio de Pádua, realiza o 12º encontro de juventude. Tema: “Por causa da tua palavra, lançarei as redes”

Com este tema tirado do capítulo 5 do Evangelho de São Lucas, aconteceu nesse domingo 20/11 o XII Encontro da Juventude Católica de Ouro Branco.

Teve início às 14h, um grande número de jovens se reuniu no Colégio Rui Palmeira para louvar, adorar e meditar na palavra de Deus.

O grande momento do encontro foi o testemunho de dois jovens recuperados da Fazenda da Esperança, “Obra Social da Diocese de Palmeira dos Índios” que ajuda no tratamento e recuperação de jovens tóxicos dependentes.

O encontro se estendeu até a noite, quando foi celebrada a Santa Eucaristia da Festividade de Cristo Rei do Universo, encerrando o ciclo anual da liturgia da igreja para o ano 2011.

Como pároco dessa comunidade católica, deixo aqui meus agradecimentos a Deus e aos jovens da Renovação Carismática Católica (RCC) e do Grupo de Jovens de nossa paróquia que estiveram empenhados na realização desse evento, que já é uma marca registrada da nossa pastoral paroquial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: